Quem Somos

"Uma sociedade livre, aberta e inclusiva, em que o lugar de cada pessoa seja o resultado de suas próprias escolhas, e não uma sorte do destino".

Foi com esse espírito que o Livres surgiu, no início de 2016. Nascemos incubados em um partido, mas esbarramos na velha política e nos reinventamos.

Somos um movimento liberal suprapartidário que desenvolve lideranças, políticas públicas e projetos de impacto social com o objetivo de renovar a política e construir um Brasil mais livre junto com as pessoas que mais precisam.

Nós somos a única força política brasileira que defende a liberdade por inteiro, na economia e nos costumes, com integridade de valores. Acreditamos em mudanças graduais através da convivência democrática e queremos promover emancipação individual com sensibilidade social.

O amor à liberdade
na história do Brasil

Ao longo da história do Brasil, movimentos liberais impulsionaram a nossa independência e lutaram pela abolição da escravidão, mas não firmaram seus princípios nas instituições do Estado, que até hoje segue desrespeitando liberdades individuais.

A partir de 2007, o Brasil assistiu a criação de diversas instituições em defesa dos ideais liberais na sociedade civil. Tradução e edição de livros, grupos de ativismo e formação de jovens lideranças impulsionaram uma nova geração de amantes da liberdade.

Em junho de 2013, a sociedade civil ganhou as ruas de todo país para protestar contra os políticos e evidenciar o colapso do sistema. O movimento liberal marcou presença nas manifestações e começou a articular sua contribuição para a renovação do sistema político brasileiro. Chegou a hora de construir as ideias liberais na prática.

“Somos herdeiros do abolicionismo. Vamos vencer a obra da escravidão e espalhar o amor à liberdade alheia”.

A incubação
no PSL

Em 2016, a partir da esperança de transformação política do Brasil, lideranças de diversas organizações em defesa da liberdade juntaram-se a Sérgio Bivar para fundar o Livres, um movimento com espírito de startup incubado como tendência partidária dentro do Partido Social Liberal com a missão de renovar o partido organicamente, de baixo para cima.

Para cumprir essa missão, o Livres elaborou a sua carta compromisso com 17 princípios, iniciou o desenvolvimento de seu programa partidário, código de ética e compliance, modelo de governança, estatuto e uma inédita plataforma de participação política, sempre com o objetivo de impulsionar mudanças por dentro do próprio PSL e resetar o partido.

Grandes conquistas foram alcançadas, como a presidência de 12 diretórios estaduais, o Conselho de Ética e a Fundação Indigo de Políticas Públicas, atraindo a adesão de nomes de peso ao nível da economista Elena Landau.

Uma grande articulação foi feita, acertando a adesão ao projeto dos melhores congressistas em atividade no país que formariam a única bancada da Câmara dos Deputados a ter votado, simultaneamente, 100% a favor do Impeachment de Dilma Rousseff, 100% a favor do afastamento de Eduardo Cunha e 100% a favor da continuidade das investigações contra Michel Temer.

A queda para cima

Em janeiro de 2018, no entanto, o PSL quebrou os compromissos assumidos com o movimento para abrigar a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência, um projeto com valores absolutamente opostos a tudo que defendemos, na economia e nos costumes. Dessa forma, o Livres tornou-se o primeiro movimento renovador a sofrer uma rasteira da velha política e precisou se reinventar.

Reagimos rapidamente e com firmeza, anunciando a saída imediata do PSL. A atitude gerou elogios e apoios em todo país pela demonstração de integridade e inegociável fidelidade aos ideais de liberdade. O Livres caiu para cima.

“A opinião pública teve de repente que aceitar a existência de um movimento tão contrário a Bolsonaro quanto ao PT, com integrantes que defendem liberdades à esquerda e à direita, como a legalização das drogas, o casamento gay, as privatizações e a reforma das leis trabalhistas”
Leandro Narloch

A escolha em nossas mãos

O Livres tornou-se um movimento liberal suprapartidário empenhado em desenvolver novas lideranças, políticas públicas e projetos de impacto social com o objetivo de renovar a política e construir um Brasil mais livre junto com as pessoas que mais precisam.

Algumas de nossas lideranças terão candidaturas através de partidos políticos que tenham se comprometido em garantir abertura às nossas ideias e liberdade para uma atuação condizente com os nossos valores.

Atuamos prestando suporte para o desenvolvimento de lideranças, realizando ações de ativismo, formulando políticas públicas e executando projetos de impacto social.

Escolha ser Livres

Você também pode fazer parte de tudo isso. Tornando-se um associado Livres você pode começar a atuar conosco em nossas ações e deliberações de ativismo, engajar-se em projetos de impacto social que promovem a liberdade, participar de debates para formulação de políticas públicas e usufruir da nossa plataforma para formação de lideranças, além de garantir acesso total à transparência das nossas contas e vantagens exclusivas com a nossa rede de parceiros.