Daniel Duque é economista pela UFRJ e mestrando pela mesma instituição. Suas áreas de pesquisa abarcam educação, desigualdade e mobilidade social.

Siga nas redes sociais

Faça download do ebook


Daniel José, liderança do Livres e mestre em relações internacionais, desenvolveu estudo para defender a cobrança de mensalidade de alunos de alta renda em universidades públicas. Formado pela Universidade de Yale (EUA), José juntou-se a Daniel Duque, economista e especialista em desigualdade e educação, para compilar dados sobre a proposta de cobrança.

Segundo os pesquisadores, a gratuidade universal das universidades públicas funciona como um grande programa de transferência de renda, só que dos mais pobres para os mais ricos. Os autores citam números do Inep, segundo os quais 66,2% dos alunos das universidades públicas de SP estudaram em colégios particulares. No caso da USP, a mais conceituada do país, 73,8%. Nos cursos de Medicina, Direito e Engenharia, 75%.

Daniel, mais novo de uma família de 11 irmãos, foi criado pela mãe, que trabalhou como diarista. O acesso à educação levou-o a uma das melhores universidades dos Estados Unidos. Daniel fala com propriedade quando destaca que o papel do governo deve ser de igualar oportunidades, não de onerar quem mais precisa, obrigando a parcela mais pobre da população a custear universidades para os mais ricos.

A proposta de Daniel José, a partir do estudo feito em parceria com Duque, é que a cobrança nas universidades estaduais de São Paulo seja feita de acordo com a capacidade de pagamento de cada estudante, e que continue gratuita para os estudantes de baixa renda. O dinheiro arrecadado poderia cobrir parte dos custos das universidades e parte seria destinado ao Ensino Médio público.