Emerson Jarude, vereador em Rio Branco-AC e associado Livres, apresentou na sessão da quinta-feira, 13, um Projeto de Resolução que autoriza a Câmara Municipal de Rio Branco a firmar convênios com Instituições Públicas e Privadas. Na prática, a iniciativa quer redirecionar as economias de gabinete feitas pelos vereadores para áreas como saúde, educação, segurança, e infraestrutura.

Jarude defendeu no plenário que a participação no convênio seria voluntária, sendo uma alternativa para as economias feitas pelos vereadores que atualmente dispõem de dois carros, combustível, verba para material gráfico e outros benefícios para realizar o trabalho Legislativo.

Mesmo percorrendo os mais de 200 Bairros de Rio Branco totalizando mais de 6 mil indicações de melhorias de infraestrutura, economizou mais de R$ 60 mil reais em requisições de combustível nos dois anos de mandato.

“Ao mesmo tempo em que tenho a consciência de que estou fazendo a minha parte, é lamentável ver que as economias não estão sendo utilizadas de modo correto. Esse dinheiro deveria ser utilizado em políticas públicas, ou, até mesmo, para a melhoria da própria Câmara, que gasta com aluguel mais de R$ 4 milhões de reais em uma Legislatura”, defende.

Se aprovado o projeto, a Mesa Diretora da Câmara poderá firmar os convênios. Além disso, o vereador poderá escolher para onde direcionar suas economias. Apesar de considerar a iniciativa ousada, Jarude acredita que há chances de ser aprovada pelos demais vereadores.

“O projeto permite que o redirecionamento seja opcional e aí vai da consciência de cada um. Nossa assessoria jurídica fez um estudo prévio, analisou e não encontrou nenhuma possibilidade de inconstitucionalidade. Mas, determinados pareceres da CCJ são políticos, e não técnicos! Espero que não no caso do presente projeto.”, concluiu.