fbpx

Sérgio Moro era o ministro mais forte do governo Bolsonaro, com aprovação superior ao presidente da República. Saiu do governo relatando diversos indícios de crimes de responsabilidade. Nesse contexto, Jair Bolsonaro tem cada vez menos condições de exercer a Presidência da República.