fbpx

Repudiamos o racismo explícito de Ciro Gomes contra o vereador de São Paulo Fernando Holiday. Em entrevista à rádio Jovem Pan na manhã de hoje, o pré-candidato à presidência pelo PDT chamou Holiday de “capitão do mato”, afirmando que “a pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito”.

A declaração de Ciro é repugnante, racista e incompatível com os valores democráticos de quem preza pelas liberdades individuais. O racismo de Ciro consiste em tentar restringir a esfera de legitimidade do pensamento em função da cor da pele, como se houvesse um único jeito certo de pensar para quem é negro.

Em um país cuja história é marcada pela cicatriz da escravidão, consideramos absolutamente lamentável que um pré-candidato à presidência manifeste uma visão tão ofensiva às liberdades individuais. Independentemente das opiniões que se possam ter a respeito do mandato de Fernando Holiday, é um dever moral de todos que defendem a liberdade e o combate ao racismo manifestar profunda solidariedade ao vereador e repúdio à declaração do pré-candidato.

Nunca é demais reiterar que todos devem ser livres para pensar e ter suas próprias opiniões, independentemente de qualquer condição de raça, gênero, sexualidade ou qualquer outra característica individual.