fbpx

No final de 2017, os políticos quiseram barrar a evolução tecnológica e impedir 500 mil motoristas por aplicativo de ter uma renda. Com um projeto que inviabilizava serviços como UberCabify e Vou de 99, eles também ameaçavam o direito de escolha de 20 milhões de usuários desses aplicativos, que teriam que voltar a andar de ônibus, ou pagar o dobro por uma corrida de táxi.

Você gritou, os motoristas gritaram, nós gritamos: Não! A pressão popular sobre os senadores fez com que eles recuassem e tornassem o projeto bem mais brando. O texto agora voltou para a Câmara de Deputados. Depende deles confirmarem, amanhã, as alterações propostas pelo Senado, e depende de nós pressionar os parlamentares de nossos estados. Você lembra em quem votou em 2014? É hora de fazer valer o seu voto! 

Não à #LeiDoRetrocesso #JuntosPelaMobilidade