Siga nas redes sociais

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A presença de Jair Bolsonaro no Roda Viva desta segunda-feira (30) teve um desenrolar que suscitou questões relevantes sobre tática jornalística, de modo que boa parte do público esperançoso de ver o candidato em maus lençóis tenha, no fim das contas, ficado frustrado ao fim do programa.

Queiramos admitir ou não, o candidato do PSL soube aproveitar bem a vitrine midiática que se mostrou oportuna para captar o apoio de mais um punhado de indecisos. Entre acusações de fascista, do lado da esquerda, a apoios emotivamente guiados, do lado da direita, a sequência de perguntas polêmicas — que iam desde a abertura de arquivos secretos da ditadura à ideia de que Jesus era refugiado — motivou muitas pessoas mais moderadas a verem na sabatina um exemplo da perseguição política que Bolsonaro, a cada oportunidade, diz sofrer. Não é de se surpreender que na live do Roda Viva feita em sua página no Facebook vejamos muitas pessoas declarando-se, agora, decididas pelo voto no ex-militar.

Entretanto, se há uma coisa verdadeira sobre política é que, tal como é verdade nos mais diferentes mercados (investidores que o digam), prever o que vai acontecer é um desafio tremendo, facilmente condenado ao fracasso. Logo, da mesma forma que considerar Bolsonaro um “nanico” é uma ingenuidade, tomar como certeza que disputará o segundo turno também se faz um tiro no escuro. Felizmente para o público liberal — que sabe que Jair Bolsonaro não é um representante legítimo do liberalismo, pois nem de longe é liberal —, existem projeções que, longe de se equipararem a sorteio ou clarividência, vão além do que dizem as pesquisas eleitorais para agregar elementos relevantes no processo eleitoral, definindo então cenários realistas.

Despontando nas pesquisas eleitorais, está a favor de Bolsonaro a convicção de muitos de seus eleitores em firmarem seu voto. Entretanto, fatores como a existência de 42% de indecisos, tempo de TV, moderação de discurso e dificuldades para formar alianças podem ser decisivos na definição de quem será o novo Presidente do Brasil.

No vídeo abaixo, elenco uma dezena de outras considerações que indicam um cenário contra a vitória de Jair Bolsonaro nas Eleições 2018. Se os motivos elencados não serão suficientes, bem… “Que Deus tenha misericórdia dessa Nação.”

 

Alysson Augusto é estudante de Filosofia pela PUCRS, YouTuber e membro do Comitê de Comunicação do Livres.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.