fbpx

Siga nas redes sociais

“Se eu resolvi apertar a mão do povo, é um direito meu”, disse Jair Bolsonaro. Somos os mais apaixonados defensores da liberdade no Brasil e não podemos ter meias palavras: Bolsonaro está completamente errado.

Ao evocar a liberdade para agir de forma inconsequente, além de disseminar o Coronavírus, Bolsonaro também dissemina um conceito errado de liberdade individual. Entenda: a ideia de que alguém deve ser livre para infectar os outros é anti-liberal e anti-individualista.

Veja bem: nada é mais primitivo do que o instinto de fazer o que der na telha. Isso vem do tempo das cavernas. Já a ideia de liberdade individual nasce na modernidade e o próprio conceito de indivíduo só faz sentido porque nós vivemos em sociedade, não isolados numa bolha. Só falamos sobre direitos individuais porque vivemos em sociedade. A ideia de direito individual é de que o Outro não pode interferir na nossa esfera de decisões pessoais. Para isso, a recíproca é necessária: Nós também não podemos interferir na esfera de decisões do Outro.

Por isso mesmo, todos os filósofos do liberalismo clássico sempre pontuaram que o limite para a liberdade é o dano causado a terceiros. A noção individualista do liberalismo é a ideia de que o Outro também é um indivíduo dotado de direitos que devem ser respeitados.

O problema das aglomerações em meio à pandemia global do Coronavírus é justamente a transmissão involuntária do vírus. Ninguém tem o direito de causar danos à saúde dos Outros – justamente porque os Outros são indivíduos dotados de direitos.

Ao defender seu ato inconsequente, Bolsonaro lança a tese de que o direito à cumprimentar pessoas se sobrepõe ao direito individual à saúde de cada um que pode ser infectado pela disseminação do vírus. Não faz o menor sentido.

A limitação temporária de cumprimentos e aglomerações é claramente um dano menor a qualquer indivíduo do que contrair uma doença que eventualmente pode levar à morte. É triste ter que redizer o óbvio.

Mais uma vez, Bolsonaro está agindo contra o interesse dos brasileiros. E de forma completamente irresponsável. É curioso ter que dizer isso pra quem gosta de afirmar (a ideia errada) de que liberdade não é libertinagem. O certo é: Não existe liberdade sem responsabilidade.

Individualismo não é sinônimo de egoísmo