Por Karla Falcão

As praias que a gente ama, que são rotas de turismo e que geram renda pra muita gente estão tomadas por óleo.

Trazido pelas ondas, grudado nos arrecifes, disperso no sargaço e na areia, quanto mais a gente tira, mais óleo a gente encontra. É desolador!

Tem gente da Marinha? Tem e trabalham duro. Mas não são muitos e não têm estrutura. Também tem algum aporte das Prefeituras e da CPRH? Tem, só que tá longe de ser o necessário. Não fosse a população, o quadro seria ainda mais grave.

É inegável: a iniciativa das pessoas comuns e de organizações da sociedade civil é o que está fazendo a diferença. Só que tá faltando tudo!

É preciso mais sacas, pás, ciscadores, luvas de borracha, galochas, máscaras, protetor solar, óleo de cozinha pra tirar óleo da pele, água, comida e, o que é principal, GENTE!

Juntem seus amigos e vão ajudar! Podem acreditar: é MUITO PIOR do que aparece na internet.

Assista ao Livres Notícia sobre o desastre do óleo no Nordeste