fbpx

O líder Livres por São Paulo e candidato a vereador Matheus Hector (NOVO) foi processado nesta quarta-feira (11) pelo candidato à prefeito Guilherme Boulos (PSOL) com o objetivo de censurar uma publicação que denunciava incongruências de suas bandeiras para a Prefeitura.

“O mais engraçado é que esse processo é tão fantasioso quanto as propostas do candidato”, alertou Matheus em vídeo divulgado em suas redes sociais. Boulos acusa Hector de ter ainda impulsionado a publicação  para mais de 1 milhão de pessoas. Na verdade, o post foi impulsionado em menos de 11 reais e atingiu cerca de 5 mil pessoas.

“O que me estranha é um cara que quer ser prefeito de São Paulo e não aceita ser fiscalizado”, denunciou Hector. “Para mim ficou claro que o candidato cool do Celtinha é um verdadeiro autoritário, que quer tolher a liberdade de expressão.”

Esta é a primeira vez que o economista Matheus Hector é candidato, mas não é de agora que ele vem incomodando poderosos. No início da campanha, suas propostas para o urbanismo da capital paulistana geraram revolta na elite do Jardim Europa.

Saiba mais sobre o processo de Boulos contra Hector no #LivresNotícia: