fbpx

Em entrevista ao #LivresNotícia desta terça-feira (3), o economista Matheus Hector, líder Livres e candidato a vereador em São Paulo (SP), falou sobre a importância do urbanismo para o desenvolvimento da capital paulistana. Matheus é formado em Economia pelo Insper com extensão em urbanismo pelo CitiesX (Universidade de Harvard).

A cidade de São Paulo, segundo Hector, vive um inferno regulatório. “Dizem que faltou planejamento urbano em São Paulo, mas na prática o que a gente vê é que teve excesso de planejamento urbano”, criticou. “As regras de patrimônio histórico não dialogam com as regras de tombamento, que não dialogam com as regras de segurança”.

Para o economista, é necessário se basear em experiências internacionais que deram certo. “Lisboa adotou um regime para imóveis históricos com uma certa anistia regulatória, Paris privatizou uma série de imóveis que pertenciam ao poder público e estavam sendo subutilizados, já Barcelona permitiu propagandas em prédios com necessidade de revitalização para garantir investimentos privados”, contou Matheus.

Outro aspecto destacado pelo líder Livres é a revisão do Plano Diretor de São Paulo. “A principal métrica que precisamos observar é a densidade. Ou seja, mais pessoas morando por hectare”, explicou. “Em São Paulo moram apenas 80 pessoas por hectare, enquanto em Manhattan são 240 e em Paris são 200. Isso acontece aqui porque há regiões protegidas. Precisamos brigar para acabar com isso.”

Confira a entrevista completa no #LivresNotícia: