fbpx

O ambiente político brasileiro piora a tragédia que estamos vivendo. Ontem, no mesmo dia em que foram registradas 1179 mortes por Covid-19, o presidente da República deu entrevista gargalhando, debochando das vítimas e politizando tratamento de saúde. Quase ao mesmo tempo, o ex-presidente Lula comemorava o Coronavírus em live da CartaCapital, em nome do fortalecimento de sua narrativa política.

Não podemos aceitar que o desrespeito às vítimas e a banalização da vida humana se tornem normais no discurso político brasileiro. Bolsonaro e Lula são agentes ativos da degradação da nossa política. Os dois já mostraram que são capazes de tudo na busca pelo poder.

O Brasil não pode seguir preso nesse labirinto de pesadelos.