Educação e trabalho são as principais formas de transformar a vida de quem mais precisa. Imagine o potencial de um projeto que ajude jovens de regiões pobres a desenvolverem a sua produtividade e adquirirem noções de empreendedorismo, prestando atenção especial no desenvolvimento da autoestima dos alunos.

Essa é a receita do Embaixadores Livres – São Lourenço, o primeiro projeto social que está sendo desenvolvido pelo Livres em nossa nova fase, como movimento suprapartidário. A iniciativa vai começar em São Lourenço da Mata, cidade da Região Metropolitana do Recife, e é inspirada no Embaixadores de Zeis, projeto que realizamos ainda no período da incubação no PSL.

“A gente está muito animado. A primeira experiência, no Embaixadores de Zeis fez com que a gente pudesse amadurecer a proposta pedagógica pra essa nova edição. Diferente da primeira versão, que focou em empreendedorismo social, vamos trabalhar o desenvolvimento de habilidades socio-emocionais voltadas pra empregabilidade e empreendedorismo”, explica Karla Falcão, coordenadora do programa.

O projeto terá oficinas de trabalho em equipe, marketing pessoal, liderança, gestão de projetos, construção de currículo, entrevista de trabalho, feira de profissões e networking. “Vamos ter o apoio de empreendedores experientes durante todo o processo formativo e também durante a feira de profissões”, adianta.

Em paralelo, os alunos participarão de um ciclo de oficinas de empreendedorismo para construção de planos de negócios adequados à realidade de São Lourenço da Mata. Nesse módulo, os estudantes vão aprender técnicas de gestão, ferramentas para compreender tendências de mercado e boas práticas de atendimento ao cliente.

Ao longo do projeto, ex-alunos que integraram a primeira turma do Embaixadores vão atuar voluntariamente como monitores.