Diretor Executivo do Livres desde o início do ano passado, Paulo Gontijo não será candidato em 2020. “Não serei candidato a nenhum cargo eletivo em 2020 e me dedicarei em tempo integral à Diretoria Executiva do Livres. Este será um ano fundamental para estabelecer bases sólidas de crescimento para o movimento. Em 2019 nosso orçamento triplicou, aumentamos em 50% a base de associados, expandimos a bancada da liberdade, ampliamos em 59% nosso alcance nas redes sociais, conquistamos ainda mais espaço na imprensa e o movimento ganhou capilaridade e respeito de muita gente. Agora é preciso garantir que o Livres continue crescendo”

No nível federal, o movimento liberal que começou o ano passado com 2 associados mandatários inicia este ano eleitoral com 7 membros na bancada da liberdade. “A ideia do Livres é consolidar o liberalismo como uma corrente capaz de pautar as eleições municipais com propostas de políticas públicas que tenham impacto real na vida das pessoas”, afirma Gontijo. “Conectados à realidade social do Brasil, precisamos avançar na construção de um liberalismo popular que responda aos desafios do século XXI. Essa é a missão na qual estarei plenamente empenhado em 2020”, finaliza.

Confira a nota na íntegra:

Por que não vou ser candidato em 2020.

Amigos, é chegada a hora de fazer um anúncio importante. Está circulando em alguns veículos e é verdade. Não serei candidato a nenhum cargo eletivo em 2020. Foi uma decisão amadurecida nos últimos meses, e que é motivada por alguns fatores pessoais e profissionais.

Desde Janeiro de 2019, quando comecei a me dedicar em tempo integral à Diretoria Executiva do Livres, me mudei com a minha família para São Paulo. Hoje as meninas estão adaptadas, Alice também e é um momento importante para o meu núcleo familiar. Me dividir em duas cidades, nesse momento, é impossível do ponto de vista afetivo e financeiro.

No campo profissional, 2020 é um ano fundamental para estabelecer bases sólidas de crescimento para o Livres. Em 2019 nosso orçamento triplicou, aumentamos em 50% a base de associados, expandimos a bancada da liberdade, ampliamos em 59% nosso alcance nas redes sociais, conquistamos ainda mais espaço na imprensa e o movimento ganhou capilaridade e respeito de muita gente. Agora é preciso garantir que, não importa quem esteja à frente do movimento, o Livres continue crescendo com práticas que tem mostrado resultado.

Se no nível federal passamos de 2 associados mandatários para 7, este ano temos uma oportunidade de consolidar o liberalismo como uma corrente capaz de pautar as eleições municipais com propostas de políticas públicas que tenham impacto real na vida das pessoas. Com a coerência dos valores que sempre marcaram nossa atuação e conectados à realidade social do Brasil, precisamos avançar na construção de um liberalismo popular que responda aos desafios do século XXI. Essa é a missão na qual estarei plenamente empenhado em 2020.

Paulo Gontijo, diretor executivo do Livres