Deputado estadual e membro da Bancada da Liberdade, Guilherme da Cunha assinou pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. O pedido, protocolado nesta segunda-feira (04), foi assinado por 65 dos 77 deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

No sábado, (26), um dia após o rompimento da barragem, Guilherme esteve em Brumadinho e se comprometeu, como parlamentar, a fiscalizar e investigar as causas do desastre ambiental, para cobrar a punição dos responsáveis e agir para que isso jamais se repita. Nas suas redes sociais, Guilherme lamentou a tragédia, reiterando que “as vítimas, as famílias, Brumadinho e Minas não merecem nada menos” do que a atenção dos parlamentares para o caso.

Agora protocolado, o pedido de abertura da CPI segue para apreciação da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Minas. Uma vez aceita, a CPI é iniciada e tem um prazo de 120 dias para ser concluída, podendo ser prorrogada por 60 dias.