fbpx

A Dra. Roberta Grabert, médica ginecologista formada pela USP e coordenadora da setorial de Saúde do Livres, se mostrou esperançosa com a vacinação contra a Covid no Brasil em entrevista recente para as redes sociais do movimento.

Apesar dos retrocessos do Ministério da Saúde, Roberta acredita que é possível vacinar toda a população de risco até abril. “Isso é muito importante porque assim a gente consegue diminuir muito a mortalidade e as internações”, explica a médica.

Na visão de Roberta, já é possível planejar o Brasil após a vacinação em massa. “Temos que começar a pensar como vamos agir daqui para frente, a partir de março”, analisa. “Estou muito feliz de estarmos começando a vacinação.”

O otimismo também se dá pelo fato de que o sistema brasileiro tem muita experiência e capilaridade para vacinação. “A gente ainda pode dar exemplo para o mundo de como a gente vacina rápido aqui no Brasil”, avalia. “Espero que a gente consiga a vacina para todo mundo da maneira mais igualitária possível.”

Saiba mais sobre o trabalho da Dra. Roberta Grabert a frente da setorial de Saúde do Livres em suas redes sociais.