fbpx

O juiz Marco Antonio Martin Vargas, da 1ª zona eleitoral de São Paulo, proibiu a divulgação de uma pesquisa de intenção de voto do Datafolha que apurou a preferência dos eleitores da capital paulista. A decisão foi feita após um pedido da coligação do candidato Celso Russomanno, do Republicanos.

A coligação Aliança por São Paulo (Republicanos e PTB), acusou a pesquisa de estar em desacordo com a legislação e a jurisprudência eleitoral. Entre os supostos problemas apontados, há o que a coligação chamou de simulação “tendenciosa” de segundo turno em razão da ausência de cenários sem a presença do candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB), que é líder nas pesquisas.

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) protestou contra a decisão. O Datafolha afirmou que recorrerá e que a decis!ao é uma “censura e um ataque ao direito do eleitor se informar”. O instituto também informou que tem mais de 3 décadas de experiência na realização de pesquisas eleitorais. 

Confira nosso comentário sobre o caso no #LivresNotícia: