fbpx

Trajetória pessoal: 1941-1991
Trajetória intelectual: da juventude à eternidade
Trajetória diplomática: de 1962 a 1991

Livros publicados: 22
Produção intelectual: incomensurável, inesgotável

Participação no debate público: um dos poucos, talvez o único intelectual brasileiro com projeção internacional, publicando diretamente em francês, inglês, espanhol.

Impacto na Academia: um gigante em prol de nosso Esclarecimento

Homenagem aos 80 anos de José Guilherme Merquior

22 de abril, 18h.

Paulo Roberto de Almeida

Paulo Roberto de Almeida

Moderador

Diplomata de carreira desde 1977, autor de diversos livros, ex-diretor do IRI e conselheiro acadêmico do Livres.

Bolivar Lamounier

Bolivar Lamounier

Painelista

Sociólogo, doutor em Ciência Política, autor de diversos livros, integrou a comissão Afonso Arinos e foi diretor do IDESP.

Celso Lafer

Celso Lafer

Painelista

Jurista, doutor em Ciência Política, professor emérito da USP e membro da Academia Brasileira de Letras, foi ministro das Relações Exteriores.

Gelson Fonseca

Gelson Fonseca

Painelista

Diplomata de carreira desde 1970, foi representante permanente do Brasil junto às Nações Unidas e presidente da FUNAG.

Persio Arida

Persio Arida

Painelista

Economista, criador do Plano Real, ex-presidente do Banco Central e conselheiro acadêmico do Livres.

A liberdade em busca da excelência: 80 anos de José Guilherme Merquior

Por Mano Ferreira Publicado originalmente no Estado da Arte/Estadão Neste 22 de abril completam-se 80 anos do nascimento de José Guilherme Merquior. Crítico literário, diplomata, pensador da cultura, da sociedade e da política — as facetas são tantas e impressionantes...

O que Merquior, um visionário “liberal-raiz”, ensina ao Brasil de hoje

Há quarenta anos, o diplomata, sociólogo e crítico literário José Guilherme Merquior (1941-1991) sintetizava a noção do que é liberalismo nos seguintes termos: “uma dose inata de desconfiança ante o poder.” Daí decorria o primeiro princípio liberal: “o...

O fenômeno Merquior

"A mais fascinante máquina de pensar do Brasil pós-modernista — irreverente, agudo, sábio", na feliz expressão de Eduardo Portella, José Guilherme Merquior espantava pela versatilidade e capacidade de metabolizar idéias. No Brasil do século XX sua obra foi um marco, e...