fbpx

Há exatos 195 anos, o Brasil perdeu um Joaquim, mas ganhou para a eternidade um grande herói da liberdade. Poeta, professor, jornalista, frade, líder revolucionário e mártir da liberdade, Joaquim do Amor Divino Rabelo liderou a Confederação do Equador. Liberal radical, Frei Caneca pretendia instalar uma república independente no Nordeste do Brasil. Acabou fuzilado a mando do governo imperial em 13 de janeiro de 1825.

De segunda a sexta-feira, o jornalista Mano Ferreira traz os principais destaques do dia pra quem defende a liberdade por inteiro.