fbpx

Vivemos o período democrático mais longo da história. Muitos analistas consideram que a eleição de Bolsonaro representou o fim de um ciclo de 30 anos da Nova República, marcado pela redemocratização, estabilização econômica e um ciclo insuficiente, mas importante, de inclusão social. Em outros momentos, não fomos capazes de fazer transições políticas pacíficas dentro das regras previstas pelas instituições. Como estamos nos saindo dessa vez? Ao mesmo tempo, o século XXI assiste a grandes transformações na sociedade. O avanço da tecnologia modificou a forma como nos relacionamos, consumimos, trabalhamos e aprendemos. A democracia liberal está sendo capaz de acompanhar esse ritmo de mudanças? E qual tem sido o desempenho da jovem democracia brasileira? Estamos fadados ao populismo? Vamos debater os desafios da democracia brasileira com dois dos melhores cientistas políticos do país.

## Quem são os convidados? ##
Fernando Schuler é filósofo e professor universitário, foi Secretário de Estado da Justiça e do Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul e diretor do Insper. É curador do projeto Fronteiras do Pensamento. Doutor em Filosofia e Mestre em Ciências Políticas pela UFRGS.
Marcus André Melo é professor titular de ciência política na UFPE. Ph.D em ciência política pela Sussex University, no Reino Unido, com pós-doutorado pelo MIT. É colunista do jornal Folha de São Paulo.