fbpx

Não é segredo para ninguém que as forças populistas apelam aos afetos e emoções para mobilizar as pessoas, criando ilusões de futuros perfeitos ou passados idealizados que jamais existiram. Enquanto isso, os liberais costumam usar estratégias excessivamente baseadas na razão. Como o liberalismo brasileiro pode atuar para neutralizar a ofensiva populista? Quais são as referências de sucesso capazes de nos inspirar na direção correta? De que forma podemos usar a tecnologia como uma aliada para o avanço liberdade.

Sob o comando de Mano Ferreira, a conversa contou com a participação de Paulo Gontijo, nosso diretor executivo, e Magno Karl, nosso diretor de políticas públicas.