O Livres recebeu o voto – e a confiança – de mais de 2,5 milhões de brasileiros nas eleições do último domingo. Elegemos 1 senador, 2 deputados federais e 4 deputados estaduais.

A trajetória até esse resultado espetacular não foi fácil. Lutar pela liberdade por inteiro no Brasil requer coragem, paciência e ética. Há apenas alguns meses, o Livres sentiu o golpe da velha política. Vimos nosso projeto ser sabotado pela entrada do Bolsonaro no PSL, de onde saímos. Mas, convictos dos nossos princípios liberais, não hesitamos em escolher a coerência ao invés de nos dobrarmos ao populismo.

A solução que encontramos para continuar defendendo a liberdade por inteiro com cada vez mais afinco e independência foi transformar o Livres em um movimento político liberal suprapartidário, no formato de associação sem fins lucrativos.

Desde então, nossos associados, lideranças e apoiadores se mobilizaram nas várias frentes de atuação do Livres na nova fase: desenvolvimento de lideranças, de projetos sociais e de políticas públicas liberais. Foram meses de muito trabalho e dedicação que deram as bases para o resultado brilhante dos nossos associados candidatos no último domingo.

Construímos candidaturas independentes, sem padrinhos políticos, sem orçamento além das doações, sempre tomando o caminho que julgamos o mais correto – não o mais fácil.

Nosso muito obrigado a todos que se doaram para que o Livres superasse a velha política de todas as formas – reerguendo-se e elegendo uma Bancada da Liberdade para mudar a política e defender o liberalismo no Congresso e no Senado brasileiros com ética e coerência.

Obrigado a você, nosso associado, que possibilitou essa vitória.